Postagem em destaque

Coluna Asas #19 - As palavras e as imagens (Eduardo Selga)

  Acabo de ler O pagador de promessas, texto dramático de Dias Gomes datado de 1960, em versão verbo-visual. É uma graphic novel de 2009, pu...

quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Outros Brasis da Ficção Científica: atualização do processo de publicação - (Bia Machado)



Olá, pessoal! Esse post é para dar uma devolutiva sobre o que já foi feito a respeito do processo de publicação da antologia Outros Brasis da Ficção Científica, organizada pelo Davenir Viganon. Tivemos um recesso de algumas semanas aqui no site e começamos a voltar aos poucos com as atividades da Caligo.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

Coluna Asas #27 - Romancista como vocação, de Haruki Murakami - (Fabio Shiva)

 



Há três anos fui presenteado com este livro por minha querida amiga e editora Bia Machado. Fiquei tão feliz com o presente que acabei guardando para ler “em um momento especial”. Não sei muito bem que ideia foi essa, mas decidi que esse período de pandemia pode ser definitivamente considerado “um momento especial”, sob qualquer perspectiva. E por isso é que finalmente me permiti a leitura de “Romancista como Vocação”. Como anotei muitas e ótimas citações do livro, melhor deixar que o próprio autor fale sobre sua obra. Arigatou, sensei Murakami!

quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

Coluna Asas #26 - Os dois "bons gostos" - (Eduardo Selga)


Num tempo recente na literatura brasileira, em que a “normalidade social” era representada por alguns padrões muito fixos, engessados mesmo, fugir a eles era arriscar-se a estar fora de um ente poderoso, que não permitia muita margem de contestação, chamado “bom gosto”. Muito mais ontem que hoje, o significado se referia a uma qualidade do artista: selecionar “bons” caracteres estéticos que, somados, atestariam a boa qualidade de sua obra. 

quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Coluna Asas #24 - Um Retrato de Distúrbios Psicológicos em quatro HQs - (Fil Felix)


Um tema bastante frequente nas histórias em quadrinhos são dos distúrbios psicológicos, desde os mais leves, passando pela própria loucura até outras doenças mentais. O ambiente psiquiátrico também é protagonista ou coadjuvante em muitas histórias. Peguemos, por exemplo, o Batman: praticamente toda sua galeria de vilões possui alguma questão psicológica, como o Duas Caras (dupla personalidade) e Charada (transtorno obsessivo-compulsivo), entre muitos outros que perderam o contato com a realidade, surgindo também dentro dessa mitologia o Asilo Arkham, uma espécie de prisão especial para os criminalmente insanos. O mutante Legião dos X-Men também é conhecido por suas múltiplas personalidades, cada qual dominando seu corpo por vez e desbloqueando um poder diferente. Autores como o Neil Gaiman deu à loucura uma personagem muito interessante: a Delírio dos Perpétuos, que representa o próprio caos e a loucura no universo da série Sandman.