Postagem em destaque

Repostado: Edital para a antologia "Outros Brasis da Ficção Científica", organização de Davenir Viganon

   EDITAL   CONVOCAÇÃO PARA ANTOLOGIA   “Outros Brasis da Ficção Científica”   Editora Caligo   ANO 2020   Organizador: Davenir Vi...

quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Coluna Asas #21 - Quando entrevistei o filho de John Fante (Felipe Rodrigues Araujo)

 


John Fante morreu, mas deixou um grande legado. Além da sua produção toda, contando clássicos como “Espere a Primavera, Bandini” e “Pergunte ao Pó”, passou o ofício de escritor para Dan Fante, seu filho. Lembro-me mais ou menos. Era final de 2007, as luzinhas já caindo pelas janelas. Eu procurava por contos do FILHO DO HOMEM em português e acabei caindo em seu site oficial. Logo na abertura, ouvia-se uma sequência de sucessos do blues tradicional, além de indicações de alguns escritores novos (bravo, Dan!), livros do autor e recortes com críticas que tinham saído em jornais e revistas.

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

Coluna Asas #20 - Em um Brasil fantástico, pouca fantasia se escreve? (Evelyn Postali)

 


Sempre me pergunto o porquê eu escolher, dentro da Literatura, além da Poesia, livros de Literatura Fantástica. E sempre encontro a mesma resposta: encantamento.

quarta-feira, 18 de novembro de 2020

Coluna Asas #19 - As palavras e as imagens (Eduardo Selga)

 


Acabo de ler O pagador de promessas, texto dramático de Dias Gomes datado de 1960, em versão verbo-visual. É uma graphic novel de 2009, publicada no bojo do aumento de publicações de clássicos da Literatura Brasileira no formato quadrinhos, movimento que trouxe como alegação facilitar a interpretação dos cânones e, assim, promover o gosto pela leitura.

domingo, 15 de novembro de 2020

Coluna Asas #18 - A civilização do espetáculo, de Mario Vargas Llosa (Fabio Shiva)

 



Se eu fosse escrever tudo o que esse livro me fez pensar, acabaria com um outro livro quase do mesmo tamanho, composto por três quintos de entusiásticas louvações ao pensamento de Vargas Llosa, um quinto de veemente discordância às ideias do autor e mais um quinto de tenebrosas lamentações pelo triste estado da cultura e da arte nos dias de hoje, objeto das reflexões e denúncias desta incrível e marcante obra que é “A Civilização do Espetáculo”.

quarta-feira, 11 de novembro de 2020

Coluna Asas #17 - Quarto de Despejo, de Carolina Maria de Jesus (Renata Rothstein)

 


No meu primeiro artigo na Coluna Asas falei sobre o se tornar e ser leitor, normalmente algo que é estimulado na infância e adolescência, tanto por meio de presentes que ganhamos e tornam-se inesquecíveis (presentes para sempre), ou mesmo pela obrigatoriedade de leitura para as provas de Língua Portuguesa e Literatura, no Ensino Fundamental e Médio.